Escravidao e subjetividadades

no Atlântico luso-brasileiro e francês (Séculos xvii-xx)
Première édition

Para além do Atlântico negro de Paul Gilroy, o Atlântico da escravidão, noção abrangente cujas fronteiras vão ao coração dos continentes, ainda que constantemente retrabalhado por subdivisões linguísticas (o Atlântico lusófono, francófono, anglófono...) ou hemisféricas (Atlântico Sul, Norte). Este livro, no entanto, desafia essas fronteiras: surge como uma história cruzada entre o Atlântico Sul e o Atlântico Norte, entre um espaço lusófono e um outro, francófono; entre datas da abolição da escravatura separadas no tempo. Busca definir os vínculos, os efeitos de convergência, bem como as diferenças entre esses mundos. O livro reúne 12 historiadores para pensar as ligações entre escravidão, pós-escravidão, cidadania e subjetividade, entre os séculos XVII e XX, no Atlânticoda Escravidão.


Livre broché - En portugais 23,00 €

Spécifications


Éditeur
OpenEdition Press
Collection
Brésil / France | Brasil / França
ISSN
2427996X
Langue
portugais
BIC subject category (UK)
C Language > CJ Language teaching & learning (other than ELT)
Code publique Onix
01 Grand public
Date de première publication du titre
01 avril 2016

Livre broché


Details de produit
1
Date de publication
01 avril 2016
ISBN-13
9782821855830
Code interne
93203
Format
15,3 x 23 cm
Poids
20 grammes
Prix
23,00 €
ONIX XML
Version 2.1, Version 3

Google Livres Aperçu


Publier un commentaire sur cet ouvrage

Sommaire


  • A coleção do programa Saint-Hilaire
  • Introdução
  • Primeira parte. Classificações jurídicas, subjetividades e identidades sociais
    • "Os filhos obedientes da Santíssima Igreja"
      • Escravidão e estratégias de casamento no Rio de Janeiro do início do século XVIII
    • Gonçalo Garcia: identidades e relações raciais na história de um santo pardo na América portuguesa
    • Escravidão e raça em Portugal: uma experiência de longa duração
    • Violências e cidadania em uma área rural do sul francês de Santo Domingo
  • Segunda parte. Escravidão, cidadania e histórias de vida
    • Entre irmãos: as "galanterias" do rei Adandozan do Daomé ao príncipe d. João de Portugal, 1810
    • Elaborar uma cidadania subjetiva
      • Um processo em ação numa plantação da Martinica no século XIX
    • As desventuras de Rufina
      • Escravidão, liberdade e tráfico de seres humanos na fronteira sul do Brasil no século xix
  • Terceira parte. Cidadania, racialização e biografias
    • As migrações de trabalho com destino à Guiana e às Antilhas Francesas
      • Sociedades pós-escravagistas, mácula servil e gênero
    • De pai para filho: África, identidade racial e subjetividade nos arquivos privados da família Rebouças (1838-1898)
    • René Maran contra Maurice Delafosse
      • Pensar a questão do negro na França imperial comparando-a àquela do segregacionismo nos Estados Unidos na década de 1920
    • Conexões atlânticas da música negra no pós-abolição - Brasil e Estados Unidos (1890 e 1920)
  • Bibliografia geral